22/06/2017

Resenha | A mulher de preto

   

Começo essa resenha dizendo: O livro não é igual ao filme. As diferenças são pequenas, mas algumas fazem uma grande diferença.
       Arthur Kipps encontra-se velho, mas ainda advogando. Ele mora na casa que sempre desejou depois que teve dinheiro para comprar algo seu, está junto de Ellen, uma mulher próxima da sua idade que tem três filhos, e uma filha que também tem um menino. Tudo começa quando as crianças contam histórias de terror na véspera do Natal, junto a todos perto da árvore.
      Arthur rejeita contar alguma narrativa sobre o assunto. As estórias já contadas não chegam nada perto do que ele presenciou anos atrás, que o deixou com tanto medo. Ele acredita que ninguém deve saber o porquê.
      Seu chefe, o manda para Crythin Gifford, uma cidade um pouco longe de sua Londres, para um trabalho. Seu dever é cuidar pessoalmente dos papeis da falecida Sra. Alice Drablow, uma mulher de idade que vivia sozinha na Caso do Brejo de Enguia.
     Quando chega na cidade o advogado percebe que todos são meio receosos sobre a senhora Dablow, mas não liga muito para o assunto. Acontecimentos o envolvem que ele não consegue explicar. Porque haveria barulhos de uma carroça sendo que não havia ninguém ali por perto. E quem era aquela mulher de preto que ele tanto via, será que ela era doente, seu rosto era realmente pálido, seus ossos eram bem aparentes. Quem era essa mulher?

08/03/2016

Viagem para SP+ Primeiro Voo+ Avenida Paulista+ Mor+ Amigas Virtuais

 
    Melhor tarde do que nunca, cá estou eu com um post sobre a viagem que fiz para São Paulo no mês passado. Fomos eu, a Mor, e minha dinda ''tia Neuza'', passamos 9 dias na ''cidade grande''.
   Tirando a parte dificil de ficar horas decidindo o que por na mala, de conter a ansiedade para saber como é voar, e de rezar para o avião não cair hahah, chegamos em São Paulo no dia 02/02/15, minha primeira viajem fora do estado uhuhu.
    A primeira coisa que percebi em SP é COMO É ENORME!!!! Tá, eu nunca sai para fora, é tudo muito movimetado, tudo rapido (comparando aqui ao Sul), também notei, que as pessoas tem menos paciência. A noite o céu é bem avermelhado, o que estranhei de inicio, mas não deixa de ser diferente e lindo (mesmo sendo assim por um motivo é ruim :( )
    A viagem foi dividida em alguns dias na capital, e outros em Boituva, uma cidadizinha que é um amor <3
    Abaixo segue as fotos que tirei em Boituva, cidade onde eu e a Morgana nos perdemos (sim, ela é minuscula e mesmo assim conseguimos fazer esta proeza. 
    Nós fomos no parequedismo, mas infelizmente perdi as fotos que tirei lá, resumindo é beeem bacana e quem gosta de aventuras, saltar lá com todo certeza vai ser demais. 
     É lindo ver eles descendo com todas aquelas cores diferentes no céu, lá tem várias escolas de voo para quem quer aprender e tirar licença para saltar, ou para quem quer somente saltar.
     E abaixo tem mais fotos do último dia nesse lugar que eu amei tanto, com direito a sorvete em clima de despedida :)
     Foi uma daquelas noite que tu não sabe se tá frio ou calor e saí assim. 
    De volta em Tatuapé, fomos no Parque do Ibirapuera e conhecemos um pouco da Avenida Paulista. 
    Me apaixonei pelo Ibirapuera de primeira, é tão lindo, grande, agradável, verde, é um lugar perfeito para passar com a família, namorado, etc, um lugar para se aproveitar muito. Nas últimas duas fotos, mal da para ver, mas tem um prédio branco, e é como eu digo '' To de férias da arquitetura, mas a arquitetura não saí de mim'', eu fiquei encantada com ele, I mean, ali no meio do verde, uma obra tão moderna, posso chamar assim, é demais para os meus olhos (momento apaixonada por arquitetura off).
   Depois de subir toda aquela rua ENORME que levava a Paulista (parque vice-versa), chegou a hora de tirar a tão esperado foto (minha esperada foto), naquele lugar que tanto queria conhecer.
    Nós fomos bem no dia do Carnaval, então tinha muito gente alegre, fantasiada (na maioria homens vestidos de anjo), que até deu uma vontade de fingir que gosto de carnaval, e me jogar hahha. Mas acabei perdida de amores pelos prédios que tirei fotos para mostrar <3 
    No dia seguinte fomos na 25 de março, e acreditem está vazia! Sério. Comprei só algumas maquiagens, e olhei muita coisa, e cara, é muito barato! Depois de ter ido as compras (ficamos umas 6 horas fora), estavamos cansada então pro resto da viagem relaxamos, fizemos um piquinique em um parque perto de onde estavamos, Parque do Piquiri. Um lugar ótimo para corrida, churrasco, praticar esportes, resumindo, ele é bem família. 
Morrendo de saudades da Duda </3
   À noite fomos em uma churrascaria ''Gaúchão'' (sim, eu saio do sul, mas ele não saí de mim). 
  Já no último dia, eu conheci minhas amigas de SP, e cara! É tão bom conhecer alguém depois de 6 anos conversando só pela web, e snaps. Elas são a Ale, a Bea, a Amanda (irma da Ale, e amiga da Bea) foi também. E te digo uma coisa, ELAS NÃO ME LEVARAM PARA A TÚRQUIA, como muita gente achou ahahah. Eu sei, que devemos ter cuidado redobrado com esses encontros feitos pela internet, mas cara <3 EU CONHECI ELAS E ESTOU VIVA
  Brincadeiras a parte, meninas foi muito bom conhecer vocês, poder finalmente nos abraçarmos <3 até a proxima (que prometo que vai durar mais tempo).

  Já na volta foi tudo bem mais tranquilo, Guarulhos é bem grande, organizado e mais rápido que POA. Só tava um pouco preocupada porque tava chuvendo, mas passou. 

    Bye Bye, foi divertido aproveitar as férias, coisa que nunca fiz na vida, incluindo andar de avião (aviso para os desavisados, que serão avisados, diferentemente de mim, tua cabeça vai doer, teus ouvidos também porque causa da pressão, ok?). Enfim, obrigada por lerem o post, ele foi grande devido as fotos, mas ficou um resumão legal da viagem. 










16/10/2015

DECORAÇÃO com post-it

      Nessas minhas idas e vindas na procura de mais informação sobre decoração me deparei com os post-its. Já imaginou usa-los para fim decorativo? Nesse post eu mostro como você pode.

        Nessa ideia você teria que recortar os post-it em forma de coração, para em seguida com eles montar um coração maior. Achei muito fofo e romântico, mesmo sendo simples.

      Aqui funcionaria como uma agenda, ela é prática e ajuda a lembrar dos compromissos melhor que uma agenda, onde esquecemos de abrir as vezes (alem do mais, não é todo mundo que tem agenda).

 Nestes eles estão desenhados, o que é bem legal se você desenha bem, caso não seja peça para um amigo (se fosse eu pedia para linda da Liz <3 hahah ). Mas lembrando que tu também pode se arriscar e desenhar o que bem entender! Pode ser posto na parede como no foto, ou do jeito que achar melhor ;)

 Já esses segue o mesmo que disse dos corações no inicio do post. Ele deixa o quarto tão delicado, e eu amo isto!

  Este é para viajantes, seria legal marcar cada lugar que foi e que desejar ir.

       E por fim (eu deixei o melhor pro final) post-it sendo usados para representar nossos super-heróis! Eu achei de uma ideia UAU e complicadíssima !!!!
    Eu gosto muito de decoração por isto quando vi sobre isto, resolvi trazer algo novo para o blog. Espero que tenham gostado e se inspirem! Beijos

12/10/2015

Por que sagas e séries tem que ter fim?

                     

     Não sei vocês, mas eu fico arrasada quando uma série e/ou saga termina. Eu choro mesmo, e fico compartilhando sobre ela durante um bom tempo. Fico me perguntando, por que isto acontece? O escritor não podia apenas continuar a história e me deixar feliz por tê-la. 
     Olhando o final da 11ª temporada de Grey’s Anatomy, percebi o porquê. Assim, quando a série se alonga por um grande período de tempo, perde a mágica. Ela já se desenrolou tanto, a ponto de chatear. Atores que estão cansados de atuar no mesmo personagem querem fazer outra coisa, mas como fazer isto sem magoar os fãns? Não tem muito o que fazer.
     As sagas também, ahh como eu amo elas. Eu recentemente terminei de ler os livros de Instrumentos Mortais, eu me encantei pelo primeiro, mas daí eu li os outros. Os seguintes eram só enrolação. A escritora deixou a desejar neles, e eu sei que eles poderiam ser melhores! (Claro, essa é minha opinião).
    Nós conhecemos as histórias, nos apaixonamos, e ficamos tristes pelo fim. E com o fim podemos sentir saudades e lembrar o quanto amamos elas (o que as torna inesquecíveis).
      O que não deve acontecer é muita encheção de linguiça. Por exemplo A Saga Crepúsculo e Harry Potter (foi longa mas apropriada para a história), tiveram inicio, meio e fim, sem enrolar tanto, para ter audiência, consequentemente dinheiro. 
    Mesmo depois de ter dito todos os meus argumentos de porque um série e saga tem que ter fim, eu afirmo que não conseguiria viver sem tê-las ainda ativas. Não sei o eu seria sem a Meredith, o Dean e o Sam. Porem, sei que quando elas terminarem já vou entender o porque do final, assim a história permanece para sempre na minha memória e no meu coração. 
Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo